Sexta-feira, 27 de Junho de 2008

férias

tags:
publicado por semifrio às 14:21
link do post | favorito
|
Segunda-feira, 23 de Junho de 2008

gritos

 

olhares perdidos

vazio

árvores brancas
deserto colorido

esquisito

imagem abstrata

lágrimas

ecos de choro

gritos...

tags:
publicado por semifrio às 16:01
link do post | favorito
|
Sexta-feira, 20 de Junho de 2008

meu amor

O meu amor
(Chico Buarque)

O meu amor
Tem um jeito manso que é só seu
E que me deixa louca
Quando me beija a boca
A minha pele inteira fica arrepiada
E me beija com calma e fundo
Até minh'alma se sentir beijada, ai

O meu amor
Tem um jeito manso que é só seu
Que rouba os meus sentidos
Viola os meus ouvidos
Com tantos segredos lindos e indecentes
Depois brinca comigo
Ri do meu umbigo
E me crava os dentes, ai

Eu sou sua menina, viu?
E ele é o meu rapaz
Meu corpo é testemunha
Do bem que ele me faz

O meu amor
Tem um jeito manso que é só seu
De me deixar maluca
Quando me roça a nuca
E quase me machuca com a barba malfeita
E de pousar as coxas entre as minhas coxas
Quando ele se deita, ai

O meu amor
Tem um jeito manso que é só seu
De me fazer rodeios
De me beijar os seios
Me beijar o ventre
E me deixar em brasa
Desfruta do meu corpo
Como se o meu corpo fosse a sua casa, ai

Eu sou sua menina, viu?
E ele é o meu rapaz
Meu corpo é testemunha
Do bem que ele me faz

tags:
publicado por semifrio às 12:31
link do post | favorito
|
Segunda-feira, 16 de Junho de 2008

Mar

Na melancolia de teus olhos
Eu sinto a noite se inclinar
E ouço as cantigas antigas
Do mar.

Nos frios espaços de teus braços
Eu me perco em carícias de água
E durmo escutando em vão
O silêncio.

E anseio em teu misterioso seio
Na atonia das ondas redondas
Náufrago entregue ao fluxo forte

tags:
publicado por semifrio às 08:36
link do post | favorito
|
Sexta-feira, 13 de Junho de 2008

eu

Eu quis ser o sol para te aquecer, mas  já pensaste, e as noites de muito calor, como seria.
Então pensei em ser o vento, novamente imaginei que em noites frias teria que tentar te aquecer.
Então eu imaginei numa  coisa que seria e te daria  de uma só, e me fiz-me de amor, entreguei-me a ti.


tags:
publicado por semifrio às 14:04
link do post | favorito
|
Segunda-feira, 9 de Junho de 2008

sexo

Quando nossos corpos se tocam
Mesmo por cima da roupa
Sinto o calor que vem do teu corpo
Misturando ao calor do meu
São gotas do suor
Gotas de quem esperou por esse momento
Agora, as roupas vão caindo
Revelando o sexo nervoso
Sexo endurecido
Sexo umedecido
Mãos que seguram sexo
Mãos que penetram sexo
Línguas que lambem
Sexo que arrepia
Sexos que se encontram
Enfim
Sexo que agasalha
Sexo que desbrava
Acabamos
Me deito sobre teus pêlos
Sinto o cheiro do meu sexo,
No teu
Sinto o teu cheiro misturado
Ao meu
Cheiro do gozo supremo
Cheiro do sexo
Que eu adoro

tags:
publicado por semifrio às 10:12
link do post | favorito
|
Sexta-feira, 6 de Junho de 2008

confissão...

Quero fazer uma confissão esta noite
porque a noite e a rua foram jantar juntas.
Quero dizer que amo uma mulher
cujo corpo não me dá
o seu calor esta noite,
cuja ausência é um ronsel laranja.
Quero dançar com minha sombra
para que o seu rumor chegue até ela
e ela saiba que eu lhe dou a noite,
toda senhora.
Quero escrever coisas que não se esvaeçam
com o sol,
que a chuva as faça flores
que cheirem a ela.
Quero que as minhas mãos voem,
voem em silêncio
onde ela guarda os seus sonhos...
sonhos que me pertencem
porque eu lhe pertenço.
Quero que ela fique, fique sempre,
quero ser a sua voz
quero ser o seu sorriso verde,
quero ser a sua chuva no cabelo,
quero amá-la mais do que ninguém
ama ninguém.
Quero dizer-lhe, aqui e agora, que a amo
com a minha voz baixa,
com o meu ar de outono lento,
com o meu sabor de beijos possíveis.
Quero que os pássaros sejam
os meus mensageiros de saudade.
Quero que o mundo comece quando ela vir.
Quero sonhar acordado com o seu tacto entre as
minhas mãos
a percorrer ela em silêncio o meu peito
e acordar com ela junto de mim,
calada e doce.
Quero só eu dizer-lhe sentimentos
que aceleram o coração,
o seu coração apaixonado,
eu gosto da sua timidez.
Quero nadar na sua boca sem horizontes.
Quero os versos todos do planeta
a falarem dela,
versos curtos de violetas,
versos firmes de cravos,
versos perfumados de rosas.
Quero suster os seus pés no ar
e trazer ao seu peito gaivotas fiéis
que sempre deixam pegadas na praia.
Quero ser eu no seu corpo
da alva ao sol-pôr,
de lua a lua
de eternidade a eternidade.
Quero amá-la até o meu último alento.

 

publicado por semifrio às 13:57
link do post | favorito
|
Quarta-feira, 4 de Junho de 2008

o amante

s/t

Dançam corpo a corpo,

sussurrando a canção,

numa fusão dominante,

provam de um néctar,

quente e embriagante.

Tontos pelo prazer,

Rolam pelo chão,

Delicioso chão !

Faz-se leito confidente,

dos murmúrios falantes,

toque de peles travessas,

de um amor amante

tags:
publicado por semifrio às 07:52
link do post | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

.Maio 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. sexo

. desejo

. dúvidas

. tchim, tchim

. tempo esgotado

. quero-te

. tu

. loucos

. corpo

. poder

.arquivos

. Maio 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Setembro 2007

. Junho 2006

. Março 2006

. Setembro 2005

.tags

. todas as tags

Desenvolvimento de sites
Desenvolvimento de sites
blogs SAPO

.subscrever feeds